Parte II – Manu especial 

Na última quinta-feira, estava em casa no meu repouso absoluto, quando meu marido chegou mais cedo e deu uma desculpa que tinha acabado a luz no escritório. Ele estava tão estranho, achei que ele tinha perdido o emprego ou brigado com alguém…

Bom, não tive muito tempo para pensar nisso, meu celular tocou e era nossa médica. Tudo explicado, ele logo sentou ao meu lado e me deu a mão. A médica precisava me contar o resultado do exame genético que fizemos, o NeoBona. Enfim, descobrimos que o motivo do baixo peso da Manu é porque ela tem síndrome de Down. 

Confesso, choramos muito juntos (eu e meu marido) e com a nossa família, mas decidimos encarar o fato e estamos pesquisando muito sobre o tema. Já conheci algumas crianças com síndrome de Down e sempre tive carinho por elas, agora vou ter uma criança especial para cuidar e agradeço a Deus pela missão e só rezo para que ele nos dê forças para encarar as nossas dificuldades e sabedoria para lidar com as necessidades da Manu.

Apenas para esclarecer, a pressão alta que tive não tem nada haver com o fato da bebê ter síndrome de Down, então continuo de repouso e acompanharei a cada 15 dias com a minha médica que ainda considera uma gestação de risco que precisa de atenção redobrada agora com o bebê com baixo peso…

Agora, neste momento, estou me sentindo mais tranquila e rezando muito para que a Manu possa vir, pois estamos esperando ela de braços abertos! Vem Manu! ❤

Recebi um texto de um amigo que compartilho com vocês, pois representa o que acredito:

Reencarnar com a síndrome de Down é uma oportunidade abençoada de evolução, principalmente para os pais que assumem esta sublime missão.

O nascimento de um bebê, é um momento especial dentro de uma família, é a manifestação da essência divina através de uma nova vida de corpo frágil e pequenino que necessita de cuidados para poder crescer e desenvolver. 

Quando os pais recebem um diagnóstico da chegada de um filho portador da síndrome de Down, assim como qualquer outro tipo de deficiência, logo surge uma sensação de medo e angústia em lidar com uma situação inesperada.

Do ponto de vista espiritual, tudo tem uma razão de ser. É a lei de ação e reação (karma) que deve ser compreendida com a visão reencarnacionista de evolução e crescimento espiritual. 

Cabe aos pais escolhidos para essa responsabilidade, claro que não por acaso, educar o espírito que chega ao lar, com amor, dedicação e acima de tudo, com muita paciência, por ser realmente uma prova de muita coragem para ambas as partes. 

As pessoas portadoras da síndrome de Down são espíritos de muita coragem, dignos do maior respeito, que escolheram um caminho de evolução que muitos não ousariam trilhar.

Lembrando que, crianças especiais merecem PAIS especiais, pois, apenas aqueles que podem dar amor, um grande amor e carinho tem o dom de serem pais de alguém especial.

Sobre o NeoBona: teste de rastreamento genético para as principais síndromes. O exame é feito aqui no Brasil, mas é enviado para Barcelona para análise genética e leva até 15 dias para retornar o resultados, alem disso o exame tem valor elevado e sem cobertura pelos planos médicos. Na Europa, em diversos países é gratuito. Mais informações: NeoBona

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s